30 de outubro de 2015

MINAS GERAIS: QUEM CONHECE NÃO ESQUECE JAMAIS


Formada por índios, negros, portugueses, espanhóis, sírios, alemães, libaneses e italianos, Minas Gerais adquiriu características que o tornam um estado único. Assim, vai ter o prazer de ser recebido por um povo hospitaleiro, que adora contar histórias sobre os mais variados assuntos. E se a conversa for á cozinha, é ainda melhor ainda: são tantas delícias que se pode passar um dia inteiro entre uma boa prosa e pratos deliciosos.

Minas Gerais foi formada graças a ambição de bandeirantes que tinham entre suas impulsões a descoberta de minerais como o ouro e o diamante, favorecendo também o desbravamento do interior do território brasileiro, dentre outras atividades econômicas de subsistência. Com o caminhar do tempo, a descoberta do ouro e o começo do intenso fluxo migratório para as regiões das minas, as vilas e as cidades começam a surgir. Dentre elas, podemos citar as belas cidades de Ouro Preto, Mariana, Diamantina, São João del Rey e Congonhas, que são grandes museus a céu aberto do Brasil.

Assim, Minas teve o auge do ciclo do ouro e do diamante no século XVIII. Para transportar todos esses minerais e todos outros objetos para o porto do Rio de Janeiro, de onde eram
enviados para Europa, era necessário um caminho seguro por parte da Coroa Portuguesa, principalmente no que se refere a tributação desses minerais. Movimentos contrários a cobrança de impostos começaram a surgir, uma das primeiras foi a Revolta de Felipe dos Santos (1720) e a mais conhecida foi a chamada Inconfidência Mineira (1789), foi um movimento realizado pelas elites que tinha um intuito de separar a capitania de Minas Gerais do Brasil, formando uma república inspirada na revolução norte-americana.

No século XIX, a ativididade da exploração do ouro e do diamante já não era mais a mesma. Então, atividades de subsistência começaram a ter maior valor, como o leite e o café, tornaram-se atividades que contribuiram para a diversificação da economia mineira, refletindo na redução da influência da capital Ouro Preto no estado. No final do século, com o pensamento republicano de desenvolvimento e prosperidade, as elites mineiras construiram uma nova capital que era símbolo de todo aquele pensamento republicano, essa capital é Belo Horizonte, cidade com ruas e avenidas largas e com o ar de novidade.

Já no começo do século XX, Minas Gerais junto com São Paulo dominavam a política e a economia brasileira, política denominada "Café com leite". Mas o grande desenvolvimento do estado se deu em meados do século, com o adensamento da população, a diversificação das atividades econômicas e a melhoria significativa da infra-estrutura. Hoje, Minas Gerais possui grande diversidade e disparidade entre suas regiões, tendo a região centro-sul com melhores condições de vida do que as regiões do norte do estado.

INFORMAÇÕES DE MINAS GERAIS

> Tamanho: 586.528.293 quilômetros quadrados
> População: 21 milhões de habitantes
> Principais cidades: Belo Horizonte, Contagem, Betim, Uberlândia e Juiz de Fora
> Cidades turísticas: Ouro Preto, Mariana, Diamantina, Congonhas e São João del Rey
> Clima: Tropical na região centro-sul e semi-árido no norte
> Vegetação: Predomínio do cerrado na região oeste, mata atlântica na região leste e caatinga no norte

Mas, Minas Gerais não só é história. Para o mineiro, comer é um momento muito especial, momento este que mistura a saborosa culinária indígena, africana e européia. Dessa mistura, surgiram os quitutes da mata, torresmos, o feijão tropeiro, os queijos, tutu, o angu, o tradicional e mineiríssimo pão de queijo, o doce de leite além de uma variedade enorme de opções para deixar qualquer um com água na boca. O artesanato é outra forma de expressão da cultura mineira: as pinturas, as esculturas, os bordados e uma grande quantidade de lindíssimas obras espalhadas por todo estado, que destacam nas cidades barrocas e também no Vale do Jequitinhonha.

As belezas naturais de Minas são espetaculares. Lagoas, cascatas, rios, serras e uma diversa fauna e flora que se espalha por todo território do estado. Com isso, a presença de parques, reservas e áreas de proteção ambiental se multiplicou nos últimos anos devido a necessidade do Estado proteger e incentivar o desenvolvimento sustentável nesses espaços. A riqueza natural de Minas é tão fantástica, que é em um dos sítios arqueológicos, o sítio de Lagoa Santa, foi encontrado um fóssil com cerca de 25 mil anos, o que seria considerado o homem mais antigo do continente americano. 

Minas Gerais é tudo isso e muito mais. É o estado que quem conhece, não esquece jamais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário