30 de agosto de 2013

BAIRRO DE ATLANTA RECONTA HISTÓRIA DE LUTHER KING


Sweet Auburn, bairro de Atlanta onde nasceu Martin Luther King (1929-1968), reconta a história do pastor que transformou os Estados Unidos liderando as marchas pacíficas em prol dos direitos civis dos negros. Reconhecido desde 1976 pelo governo americano como um dos locais históricos do país, Sweet Auburn é um gueto negro desde o início do século passado.

Dentro do bairro está o Martin Luther King District, um conjunto de ruas e quarteirões que compreendem os locais da formação do americano: a casa onde nasceu, que está restaurada, a escola onde estudou e a igreja batista Ebenezer, que o formou ministro e, depois, pastor.

A igreja, a uma quadra da casa onde seus pais se estabeleceram em 1926, na avenida Auburn, foi o local mais importante de sua formação espiritual e humana. Batizado ali, o americano tornou-se copastor da igreja ao lado do pai, posição que manteve até morrer, em 1968, quando foi assassinado na sacada de um hotel em Memphis, Tennessee.

Ao lado da igreja está o The King Center (thekingcenter.org ), construído pela família de Luther King no ano em que ele morreu. Ali foi erguido um memorial em sua homenagem, com o túmulo onde ele está sepultado ao lado da mulher, Coretta Scott.

O museu da família tem exposição permanente com roupas e objetos pessoais do americano e de sua mulher. Também há salas em homenagem a Rosa Parks e ao indiano Mahatma Gandhi, uma das principais influências de Luther King. O local é modesto se comparado ao complexo do governo americano, logo do outro lado da rua (nps.gov/malu).

Há salas com fotos e exibições multimídia que seduzem os visitantes, sobretudo crianças e jovens. O complexo ainda tem um museu e um centro cultural dedicado ao seu legado.

O SURGIMENTO DO LÍDER

É imperdível a sala que reconta a história dos movimentos civis, abordando desde a emancipação dos escravos na Guerra Civil até as manifestações que ocorreram após o assassinato do americano, com imagens que mostram a segregação nos Estados do sul e as humilhações impostas aos negros.

Revendo toda a história, entende-se como foi possível surgir um líder nacional como o pastor de Atlanta.

O espaço ainda guarda objetos curiosos relacionados à vida e morte de Luther King, como a simples carroça que transportou o seu féretro durante o velório, ocorrido no mesmo bairro. A visita ao Martin Luther King District é gratuita.

SAIBA MAIS SOBRE A HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO DE LUTHER KING


Fonte: Folha de São Paulo.

Um comentário: