15 de novembro de 2012

INFLUÊNCIA DO PARQUE NACIONAL SERRA DA CANASTRA NO TURISMO EM SÃO ROQUE DE MINAS


São Roque de Minas é uma pequena cidade do interior de Minas Gerais que possui cerca de 6.000 mil habitantes. A independência da cidade foi em 1938, porém com o nome de Guia Lopes, em uma homenagem a José Francisco Lopes que foi guia das tropas brasileiras na Guerra do Paraguai. Somente em 1962, que o município teve seu nome transferido para São Roque de Minas.

A criação do Parque Nacional da Serra da Canastra foi feita em 1972, sob o regime da ditadura militar, cujo propósito era de criar áreas de segurança nacional. Essa área do parque é formada basicamente de chapadões e de serras com até 1.496 metros de altitude, contendo também bela fauna e flora, tais como: tamanduás-bandeira, lobos-guará, veados-campeiro, tatus-canastra, canários, sabiás, siriemas, lírios, bromélias e orquídeas.

Mesmo com a criação do parque, houve vários desgastes com o processo de desapropriação, onde muitas pessoas resistiram e muitos deles foram desapropriados sem nenhum ressarcimento. O parque gerou grande fluxo turístico para São Roque de Minas, porque uma das principais entradas é na cidade, mas isso só começou a ocorrer com uma abundância maior na década de 1990, tendo um perfil de turistas de grande poder econômico, alto grau de escolaridade e um público nacional baseado em paulistas e mineiros e turistas internacionais, sobretudo da Europa e Estados Unidos.

Hoje, para receber esses turistas a cidade conta com hotéis e pousadas com boa qualidade, só que não há bares e restaurantes em quantidade e qualidade para atender a população e os visitantes. Quanto a infra-estrutura, há dois bancos disponíveis na cidade (Sicoob e Bradesco), uma quantidade boa de supermercados e mercados, ruas asfaltadas e a principal rodovia de acesso a cidade é de boa qualidade, tanto em direção do interior paulista (Ribeirão Preto, Franca), quanto da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Isso fez que a quantidade de turistas para o parque subisse de 2 mil desde sua criação para quase 30 mil visitantes nos dias atuais.

São Roque de Minas é integrante do Circuito da Canastra, que foi criado em 2001 e certificado pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) em 2005. Contendo seis municípios da região, cuja sede é Araxá (Alto Paranaíba), o circuito faz parte da política de Minas Gerais para o desenvolvimento do turismo de forma regionalizada, que entre as prioridades tem-se a atualização do inventário turístico, do Plano Municipal de Turismo, da sinalização turística, de projetos de qualificação profissional entre outros itens.

Por fim, mesmo o turismo sendo uma importante fonte econômica para São Roque de Minas, a atividade fica na terceira posição, perdendo para a pecuária, cuja a produção é voltada para a produção de queijo, e para a cafeicultura. Isso significa que atividade precisa de uma maior integração entre a inciativa privada (Bares, restaurantes, hotéis, pousadas), setor público (Prefeitura Municipal) e da comunidade local, de forma que a atividade turística possa trazer benefícios para todos.

Fonte: Circuito da Canastra e Prefeitura Municipal de São Roque de Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário