18 de novembro de 2012

AGÊNCIAS DE VIAGENS NO AMBIENTE TECNOLÓGICO DO SÉCULO XXI


As agências de viagens foi a primeira atividade a ser desenvolvida no turismo através das ações do inglês Thomas Cook. Desde o século XIX as empresas que organizam viagens passaram e estão passando por significativas transformações.

O impacto do surgimento da Internet como uma ferramenta operacional e comercial associado à eventual desregulamentação do transporte aéreo e demais fatores marcantes do final do século XX são desafios que o setor de viagens vem enfrentando, e no Brasil isso não ocorre de maneira diferente.

No mercado globalizado, observam-se muitos fenômenos influenciadores na dinâmica da atividade de agenciamento. Em nível mundial ou regional, os fatos que afetam diretamente o agenciamento correspondem ao desempenho dos sistemas de turismo, os cenários socioeconômicos, as mudanças tecnológicas, as regulamentações governamentais, a disponibilidade de mão-de-obra entre outros.

No âmbito teórico e prático é importante sublinhar que o conjunto de variáveis que atualmente pressionam os profissionais ligados ao ramo dos agentes de viagem desencadeia reflexões para o sucesso desse negócio, que está além da comercialização de produtos em nível de satisfação ao cliente, destacando-se a qualidade, atendimento e estratégias de serviços diferenciadas, que promovam interação entre o cliente e a agência.

Com o acesso a internet, muitas empresas aéreas e muitas operadoras de viagens começaram a vender diretamente aos passageiros seus pacotes turísticos e suas passagens. Como conseqüência, estas empresas deixaram de depender de agenciamentos e da necessidade de pagar comissões aos agentes de viagens por cada produto vendido. Desde 1997, as agências de viagens gradualmente se converteram em vítimas da desintermedialização, reduzindo a necessidade e importância de se contatar uma Agência de viagens antes de se decidir por um destino.

Muitas agências de viagens têm investido em manter uma presença na Internet publicando um site na web, com informação detalhada de viagens. Estas empresas utilizam companhias de distribuição de serviços de viagens que operam Sistemas de Distribuição Global (GDS) como Sabre Holdings, Amadeus, Worldspan e o Galileo para prover on-line, informações detalhadas de vôos, hotéis e alugueis de automóveis.

Alguns dos sites de viagens permitem aos visitantes comparar as cotações das múltiplas companhias hoteleiras e de vôos de maneira gratuita. No mínimo permitem através de seus sites obterem informações sobre o destino e idealizar todo o seu roteiro juntamente com diversos serviços.

Adaptado do site: turismocriativo.blogspot.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário