15 de junho de 2012

MAPA TURÍSTICO DO CIRCUITO DAS GRUTAS


A área de estudo escolhida para a elaboração do mapa turístico da disciplina de Cartografia Multimídia do curso de turismo da UFMG foi o território ocupado por Belo Horizonte e pelos municípios pertencentes ao Circuito das Grutas: Capim Branco, Matozinhos, Sete Lagoas, Lagoa Santa, Cordisburgo, Baldim e Jequitibá.

A escolha dessa área se deu devido à sua proximidade com Belo Horizonte, cidade-sede do Campus da UFMG, e também por sua crescente estruturação e desenvolvimento, vista como uma das regiões de maior potencial de atratividade dos turistas, no contexto do estado de Minas Gerais.

O Circuito das Grutas é uma das associações de circuitos turísticos, que caracterizam a política de regionalização do Governo de Minas Gerais, implantada em 2003, pelo decreto de lei n° 43.321. Essas associações foram formadas para abrigar conjuntos de municípios da mesma região, com afinidades culturais, sociais e econômicas, que se unem para organizar a atividade turística regional de forma sustentável.

No caso do Circuito das Grutas, como o nome mesmo diz, um dos principais motivos para a associação entre seus municípios é sua história, devido à presença das grutas como grande atrativos turísticos. As principais grutas são: Gruta Rei do Mato, em Sete Lagoas; Gruta da Lapinha, em Lagoa Santa; e a Gruta do Maquiné, em Cordisburgo.

A área de estudo se localiza na região central do estado de Minas Gerais e as coordenadas UTM do retângulo envolvente por tal território são, aproximadamente: E – 540000 e N – 7920000; E – 540000 e N – 7760000; E – 660000 e N – 7760000; e E – 660000 e N – 7920000.

A elaboração do mapa foi através do programa ArcGIS. Foi a partir dele que se estabeleceu todos os elementos de identificação interna do mapa (relevo, hidrografia, malha viária, sedes, território municipais e atrativos turísticos) e os elementos de identificação externa (título, legenda, orientação geográfica, fonte, dados técnicos e autores).

No âmbito do Turismo, a cartografia multimidia é fundamental para elaboração de mapas turísticos, pode também auxiliar na formatação dos produtos turísticos, na divulgação dos mesmos, e na comunicação com o público, além de ser um elemento fundamental para o planejamento e gestão de uma localidade ou região turística. A realidade virtual se faz elemento peculiar para o turismo da atualidade, à medida que leva ao turista um olhar sobre qualquer lugar, antes mesmo de conhecê-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário