3 de novembro de 2011

TRENS DE ALTA VELOCIDADE NA FRANÇA

Os trens de alta velocidade na França são conhecidos como TGV (Train à Grande Vitesse = Trem de alta velocidade). Com 149 destinos e velocidades de até 320 km/h (200 mph), o TGV é a maneira mais rápida de visitar as várias regiões da França, com linhas a países vizinhos, como Bélgica e Suíça.

ROTAS DO TGV

Os trens TGV operam por toda a França com várias conexões para países vizinhos. A rede TGV não é mais centralizada em Paris. É possível ir diretamente do norte da França até a Bretanha ou o Vale do Loire, mas também para o sul da França. As principais regiões turísticas da França são acessíveis diretamente a partir do Aeroporto Charles de Gaulle.

As principais linhas domésticas de alta velocidade (LGV) percorridas pelos trens TGV são:

- LGV Sud-Est (Paris-Lyon)
- LGV Atlantique (Paris-Le Mans and Tours)
- LGV Rhône-Alpes (Lyon-Valence)
- LGV Nord (Paris-Lille/Channel Tunnel)
- LGV Méditerranée (Valence-Marseille)
- LGV Est (Paris-Baudrecourt)

O TGV sudoeste está em operação desde meados da década de 1990. Liga Paris a Lyon e ao sul da França (Avinhão, Marselha, Nice) e ainda Genebra, Lausana e os Alpes Suíços.
O TGV Atlantique transporta mais de 40.000 passageiros por dia. Não liga apenas Paris ao oeste da França, Bretanha e à costa, mas também ao sudoeste. Leva uma hora de Paris para o Vale do Loire e seus famosos Châteaux (Paris-Tours: 1 hora), e 3 horas para a famosa região do vinho Bordeaux.

A linha de alta velocidade norte traz o norte da França e a Europa para mais perto do resto da França: Paris está agora a apenas 1 hora de Lille, 2 horas e 35 minutos de Londres, pelo Túnel do Canal da Mancha, e 1 hora e 25 minutos de Bruxelas.

O TGV Est conecta Paris a Estrasburgo (2h20m), Basileia (3 horas) e Zurique (4h30m), reduzindo o tempo de viagem em 1,5 horas.

Site de Referência: http://portugues.eurail.com/enpt/planning/trains-and-ferries/high-speed-trains/tgv

2 comentários:

  1. A França se torna cada vez mais uma das maiores potências da Europa em vários aspectos...

    ResponderExcluir
  2. Pais rico, com uma bela infra-estrutura, é isso mesmo. Enquanto aqui no Brasil, fica esse descaso com tudo!

    ResponderExcluir