19 de setembro de 2011

THOMAS COOK: O INÍCIO DA ATIVIDADE TURÍSTICA

A atividade turística teve início de fato na década de 1840, na Inglaterra. Nesse tempo, um pastor batista, chamado de Thomas Cook, com o objetivo de fazer uma campanha contra o consumo de álcool, que era muito grande em seu rebanho, teve uma idéia de promover uma viagem de trem entre duas cidades pequenas. Conseguiu um trem e realizou uma viagem cujo objetivo final seria uma reunião de protesto contra o consumo de álcool. A viagem foi um grande sucesso, por causa da atração que foi provocada sobre a população local.

Pensando no que havia feito, Thomas Cook teve a visão de criar uma atividade que possibilitasse as pessoas se deslocassem em viagens, essencialmente para conhecer outras localidades. Assim, ele abandonou a igreja e criou a primeira agência de viagens do mundo, com o seu nome. Cook acompanhava seus clientes pessoalmente, tornando-se também o primeiro guia turístico do mundo.

Em 1841, Thomas organiza para 500 pessoas um tour a Leicester, sendo a primeira viagem em larga escala, e depois começa a utilizar de maneira significativa o marketing e a publicidade para a atração de clientes, como a criação do jornal The excursionist and Exhibition Advertiser, voltado para a orientação de viagens e mostra de seus produtos. Nos anos posteriores, continuava a fazer grandes organizações de viagens, como uma viagem de Londres para Glasgow com 800 pessoas. Também incluía em seus pacotes turísticos os serviços de várias companhias férreas, da hotelaria e de restaurantes.

Naquela época, com a padronização dos produtos em massa, Cook tornou o serviço acessível a classe trabalhadora de tal maneira que o turismo se assemelhou com o sistema fordista de produção (Henry Ford -automóveis).

Com o crescimento da demanda, Cook teve a idéia de escrever e imprimir o que hoje chamamos de guia turístico, com todos os detalhes geográficos, históricos, usos e costumes da população local e culinária. A partir desse momento, essa atividade desenvolveu de tal maneira que foi necessário criar, em 1866, em Londres, um escritório central para sua organização, com parceria do seu filho, organização denominada de Thomas Cook e Son, marca que se espalhou por todo mundo como sinônimo de confiança e qualidade nas viagens turísticas até nos dias de hoje, sendo considerada a segunda maior empresa de viagens da Inglaterra.

Devido a essas realizações, principalmente por promover a primeira viagem organizada da história, Thomas Cook é considerado o pai do turismo moderno, sendo lembrado até os dias de hoje pelo seus feitos históricos.

Referência: ANSARAH, Marília Gomes dos Reis. Como aprender, como ensinar turismo. 3° edição. Editora Senac. São Paulo. 2000.

3 comentários: