18 de março de 2016

POR UMA HOSPEDAGEM TRANQUILA


A fim de usufruir com mais conforto e tranquilidade a permanência em determinado local em época de férias, vários consumidores optam por contratar serviços de hospedagem. Entretanto, esses mesmos consumidores devem se precaver, a partir da contratação para que a comodidade seja uma constante durante todo o período de descanso. Pensando nisso, algumas sugestões serão fundamentais para quem está sonhando arrumar as malas e partir para relaxar.

Confira com antecedência os serviços de infra-estrutura do empreendimento (refeições, lazer, recreação, atrações, sistema de ar-condicionado, telefones, cofres, lavanderia etc...), bem como a forma de acesso ao local (feito por meio de estradas ou ruas asfaltadas, balsas ou barcos, até a qualidade da iluminação, da sinalização etc...).

Ao efetuar sua reserva, solicite um documento de confirmação por escrito, contendo as formas de pagamento, os tipos de acomodação, os prazos e até as multas, em caso de cancelamento.

Solicite os vouchers (documentos que provam a reserva feita pelo passageiro em hotéis, locadoras de veículos, companhias aéreas etc...) com antecedência.

Ao chegar no local de hospedagem, coloque os objetos de valor (joias, dinheiros e documentos) no cofre de seu quarto. Caso o cofre esteja numa área específica do hotel, guarde o comprovante do depósito.

Saiba que o fornecedor é responsável, caso sua bagagem seja extraviada ou danificada, e ainda, caso ocorra o desaparecimento de algum objeto que esteja sob a guarda do mesmo. Informe-se sobre o período que compreende sua estadia e uma eventual possibilidade de prorrogação.

Caso você tenha algum problema durante sua hospedagem que contrarie o serviço assegurado pela empresa na qual você contratou a viagem (internet, agência de viagem, hotel), não se esqueça de formalizar sua insatisfação em documento próprio, disponibilizado pelo estabelecimento, conforme imposto pela Lei Geral do Turismo. Guarde uma cópia de seu relato.

Seu direito deverá ser amparado por meio de provas documentais, as que incluem fotos e mensagens publicitárias veiculadas pela hospedagem.

Texto de Luciana Atheniense, do jornal Estado de Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário