3 de janeiro de 2014

PERSPECTIVAS PARA O TURISMO NO BRASIL EM 2014


Começa 2014, e as perspectivas para a atividade turística brasileira está no grande momento de emplacar um desenvolvimento vigoroso e sustentável. Entretanto, a falta de infra-estrutura, serviços e equipamentos turísticos adequados preocupa seriamente o governo, empresários e a população de modo geral.

Salientar que a Copa do Mundo do Brasil poderá ser um grande evento para solidificar e melhorar a atividade turística tanto no plano doméstico, quanto no aspecto internacional. A divulgação do Brasil em todo planeta e os inúmeros negócios proporcionados pela Copa são outros fatores fundamentais nesse processo de consolidação do turismo brasileiro.

Só que existem vários empecilhos que dificultam um melhor desempenho da atividade, e entre eles podemos citar uma infra-estrutura concentrada e de baixa qualidade, equipamentos turísticos deficientes e que não atendem de acordo com as necessidades dos turistas.

O sistema aeroportuário, por exemplo, basicamente organizado e financiado pelo governo só agora percebeu que não consegue realizar investimentos necessários para atender a crescente demanda, fez concessões para alguns aeroportos, como o de Guarulhos (SP), Viracorpos (SP), Galeão (RJ) e Confins (MG), agilizando assim as obras.

Para rede hoteleira, a falta de leitos está sendo suprida por várias cidades em decorrência da estipulação de um número razoável para atender os turistas. Preocupa ainda a baixa qualificação, de modo geral, dos profissionais da área e o abuso dos preços das diárias em eventos importantes. O Pronatec é um projeto que visa justamente qualificar pessoas em várias partes do pais no intuito melhorar e aumentar os profissionais que trabalham nos equipamentos turísticos, seja dos pequenos ou dos grandes centros urbanos.

Há ainda sérios problemas na rede de transportes, com grande concentração na região centro-sul e grande defasagem dentro das necessidades da população e também dos turistas. Nesse campo, o governo também está realizando leilões para melhorar o estado das vias, como da BR-040, que liga Brasília (DF) a Juiz de Fora (MG).

As perspectivas sobre o turismo brasileiro em 2014, em suma, se dá muito pela realização da Copa do Mundo e suas influências sobre os vários setores da sociedade, economia, esportes e também do turismo. A Embratur, empresa de turismo do governo federal que é responsável por divulgar o Brasil no exterior, será essencial para aumentar significamente o número de turistas estrangeiros, fidelizando essas pessoas com a finalidade de retornarem mais vezes, e que de modo essa experiência seja positiva, esse turista possa espalhar a hospitalidade e os bons atrativos e serviços dos equipamentos turísticos.

Para o ministro do turismo, Gastão Vieira, 2014 será o ano fundamental para fortalecer o turismo, mesmo reconhecendo que ainda há inúmeros atrasos em obras para Copa, obras essas que irão melhorar a vida das populações locais e dos turistas.

Mesmo com a grande preocupação em aumentar a quantidade de turistas estrangeiros no Brasil, cerca de 90% dos turistas que visitam o país são os próprios brasileiros. Então, valorizar e dar condições as localidades são de estrema importância. Assim tanto o Plano Nacional de Turismo, que prevê a descentralização e participação do governo, empresários e comunidade local no processo turístico, quanto das ações regionais, como o projeto das Estâncias Turísticas no estado de São Paulo e dos Circuitos Turísticos em Minas Gerais, induzem a regionalidade como fator preponderante no processo contínuo de desenvolvimento local de modo articulado e respeitando as características de cada região.

Assim sendo, as perspectivas do turismo no Brasil em 2014 são as melhores possíveis, salvo que há muitas coisas a serem feitas de maneira mais rápida e árdua.

VEJA OS ESTÁDIOS BRASILEIROS PARA A COPA DO MUNDO DE 2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário