20 de setembro de 2013

TRADIÇÃO E BELEZA EM PANO E GIZ NA CIDADE DE BURITIS


Mostrar a cultura e a riqueza local, aliar a singeleza e criar com originalidade, esse é o trabalho da artesã Ednês Queiroz, moradora da cidade de Buritis, no noroeste de Minas Gerais. Ela retrata as casas e igrejas antigas da cidade, pintando-as em panos de prato com giz de cera. “Antigamente tudo era feito á mão, hoje em dia a maioria das coisas são feitas com máquinas, a pintura é um modo de trazer a cultura antiga e preservar a tradição  para as gerações futuras”, diz a artesã.

“ Aprendi a técnica pela internet, achei interessante e importante retratar a cidade”, explica Ednês, que atualmente ensina o trabalho para adolescentes e demais pessoas cadastradas na Casa do Artesão.

O artesanato, além de ser uma forma de distração, completa o salário fixo de Ednês Queiroz como funcionária da Casa do Artesão. “ Trabalho na Casa desde a inauguração e o artesanato da cidade é bastante procurado”, conta orgulhosa.

O PROJETO

A Casa do Artesão é um projeto municipal mantido com recurso da prefeitura através da Secretaria Municipal de Ação Social. O projeto tem parceria com o Sindicato Rural de Buritis e programas sociais como o Projovem Adolescente. Também mantém atualizado o registro dos jovens artesãos do município, divulgando a produção regional.

“ Promovemos a formação, capacitação, qualificação e reciclagem para que os pequenos artesãos e instrutores dos projetos e programas sociais ”, afirma a coordenadora da Casa do Artesão, Katiuscia di Sousa. De acordo com ela, o projeto tem papel de proteger e perpetuar a caráter cultural do município, mantendo viva a tradição que transforma matéria em peças decorativas, reunindo criatividade, beleza, utilidade e cultura.

Com a criação do projeto também foi feito um espaço denominado Loja do Artesão, onde são comercializados os produtos confeccionados pelos trabalhadores cadastrados. Para Katiuscia, a loja também é uma maneira de valorizar os produtos artesanais.

APRENDA A TÉCNICA

Materiais utilizados: Giz de cera de várias cores, pano de copa branco (algodão tipo sacaria), desenho, lixa de madeira n° 100, papel toalha, ferro de passar roupas (não pode ser a vapor) e papel carbono.

Passo a passo:
·       No pano de copa coloque o risco do desenho de sua preferência sobre o papel carbono;
·       Passe o risco para o pano;
·       Coloque a lixa de madeira embaixo do pano, exatamente embaixo do desenho;
·       Pinte com giz de cera as cores de sua preferência;
·       Retire a lixa e coloque papel toalha embaixo e em cima do desenho;
·       Passe o ferro de passar bem quente sobre o papel toalha;
·       Logo que o ferro for passando a cera vai derretendo e passando o excesso para o papel toalha;
·       Após passar o ferro por todo o desenho retire o papel toalha;
·       Passar caneta permanente em volta do desenho para dar acabamento;
·       Depois do risco pintado e terminado passar termolina leitosa.

Fonte: Revista de Minas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário