6 de dezembro de 2012

OSCAR NIEMEYER: O ARTISTA DA CURVA



Responsável pelos principais edifícios de Brasília e por obras famosas espalhadas pelo Brasil e pelo mundo, o arquiteto carioca Oscar Niemeyer talvez seja o último gênio da arquitetura mundial do século XX.
Um dos profissionais mais influentes da arquitetura moderna, Niemeyer explorou em suas obras as possibilidades de uso do concreto armado, que se tornou um dos elementos mais importantes da arquitetura do século 20.

Uma das primeiras obras de destaque de Niemeyer foi o prédio do Ministério da Educação e da Saúde, construído em 1936 no Rio de Janeiro, então capital do País. A construção, hoje chamada de edifício Gustavo Capanema, se destacou por ser uma das primeiras no estilo moderno, com pilares de 10 metros de altura, e teve a colaboração do arquiteto francês Le Corbusier no projeto.
Em 1940, o arquiteto conhece em Belo Horizonte uma das pessoas mais importantes da sua biografia: Juscelino Kubitschek, então candidato a prefeito da capital mineira. Ele o convida para fazer o projeto do Conjunto de Pampulha em Belo Horizonte.
No início da década de 1950, Niemeyer projetou um dos símbolos de São Paulo, o Edifício Copan, famoso por suas curvas sinuosas, no centro da cidade. Em 1954, é inaugurado o Conjunto Ibirapuera, complexo de prédios no parque paulista em homenagem aos 400 anos da cidade.
Para desenvolver os projetos de Brasília, Niemeyer se muda para a então futura capital do Brasil em 1958. É de sua autoria o símbolo de Brasília, o edifício do Congresso Nacional, além de outras construções famosas como o Palácio da Alvorada, Palácio do Planalto e a Catedral Metropolitana Nossa Senhora de Aparecida.
A vida de Niemeyer é marcada por seu engajamento político. Militantes do Partido Comunista Brasileiro (PCB), ele é impedido de trabalhar no Brasil, por isso resolve mudar-se para a França. Com um escritório em Paris, ele amplia suas fronteiras e desenvolve projetos em outros países como na Itália, em Portugal e na Argélia.
Nos anos 1980, ele retorna ao Brasil e produz diversos projetos no Rio de Janeiro como o Sambódromo do Rio de Janeiro e os CIEPs, Centro Integrado de Educação Pública. Entre as obras mais famosas de Niemeyer do século 21 estão o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba (PR), conhecido popularmente por sua forma de olho, e o Auditório Ibirapuera, em São Paulo.
Niemeyer morre no dia 5 de dezembro de 2012, a dez dias de completar 105 anos.
Mais informações no site: http://www.niemeyer.org.br/
Fonte: Revista Veja.

Um comentário:

  1. ┊☆*... HOLA!
    ┊ ┊★*㋡
    ┊ ┊ ┊ ☆*.. CÓMO ESTÁS?
    ┊ ┊ ┊ ┊★*㋡
    ┊ ┊ ┊ ┊ ┊☆*... PASÉ POR AQUÍ
    ┊ ┊ ┊ ┊ ┊ ┊★*㋡
    ┊ ┊ ┊ ┊ ┊ ☆*... PARA DESEARTE
    ┊ ┊ ┊ ┊ ★*㋡
    ┊ ┊ ┊ ☆*... UN FELIZ DIA!
    ┊ ┊ ★*㋡
    ┊ ☆*... SALUDOS Y ABRAZOS!
    ★MaRiBeL★

    ResponderExcluir