13 de junho de 2012

RIO + 20


Depois da Eco-92, encontro mundial que reuniu líderes para debater ações rumo à adoção do desenvolvimento sustentável, o Rio de Janeiro volta a receber um grande evento sobre preservação do meio ambiente. A conferência Rio+20 será importante para avaliar o que foi feito 20 anos e traçar novas metas, depois da conferência internacional ocorrida na capital fluminense, quando uma menina de 12 anos conseguiu calar o mundo no ano de 1992 com um emocionante discurso. 

A Conferência das Nações Unidas Sobre o Desenvolvimento Sustentável que acontecerá no Brasil, em junho de 2012, recebeu o nome de “Rio+20”, porque acontece 20 anos após o marco da Cúpula da Terra - outra conferência internacional que tinha objetivos muito semelhantes e também foi promovida pela ONU, na capital fluminense, em 1992 – conhecida como “Eco 92”. Além disso, 2012 marca o 10º aniversário da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (WSSD), ocorrida em Johanesburgo em 2002.

A ideia do encontro mundial ser realizado no Brasil foi do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que discursou em 2007 na abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas(ONU). Ele defendeu ações urgentes para o combate às mudanças climáticas e propôs a realização, em 2012, de uma nova conferência das Nações Unidas com foco em meio ambiente e desenvolvimento, a Rio+20. O objetivo é avaliar o caminho percorrido e estabelecer novas linhas de atuação. 

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD) irá ocorrer no Brasil de 20 a 22 de junho de 2012. Mas antes do evento acontecem reuniões preparatórias dos Estados-membros das Nações Unidas para discutir o objetivo e os temas propostos. A Conferência contará com a participação de Chefes de Estado e de Governo, bem como de outros representantes, e deverá resultar em documentos consensuais. 

Os dois temas em foco na Conferência serão: 
1) economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e da erradicação da pobreza;
2) o quadro institucional para o desenvolvimento sustentável.

O objetivo do Rio+20 é reunir representantes de nações de todas as partes do mundo que tenham um interesse comum em relação ao futuro do planeta. Assim, por meio da conferência, a expectativa é que seja possível realizar a produção de um documento político focado e restabelecer elos e o comprometimento em medidas que estejam ligadas ao desenvolvimento sustentável. A proposta é também avaliar o progresso feito nos últimos 20 anos e abordar os novos desafios emergentes para as próximas décadas.

No entanto, a conferência também tem caráter democrático, pois busca envolver não só líderes mundiais, mas também pessoas civis para participar das discussões. Quem tiver ideias que ajudem a minimizar os impactos ambientais do planeta poderá participar por meio de dois sites. 
Retirado integralmente do site: www.em.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário