29 de janeiro de 2012

GESTÃO INTEGRADA EM DESTINOS TURÍSTICOS

Com todo o desenvolvimento da atividade turística no Brasil, não é estranho encontrar profissionais da área que tenham muitas dificuldades para enfrentar. A gestão dos destinos turísticos vem seguindo uma tendência mundial, que é na parceria do poder público com o poder privado.

Há uma diferença significativa em gestão e planejamento que devemos esclarecer. Gestão é relacionada a tudo aquilo que se diz respeito ao presente, ao momento do turismo na localidade, ou seja, é o que se resolve na infra-estrutura e nos equipamentos turísticos em um curto período. Já planejamento é toda aquela organização que se faz a médio e longo prazo, geralmente tendo um orçamento e um maior número de pessoas envolvidas.

No que refere ao âmbito da gestão turística integrada, pode-se citar a cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná. A iniciativa teve início em 2006, quando o setor público resolveu unir forças com a iniciativa privada para fortalecer o turismo na cidade e teve resultados muito expressivos: de acordo com a Secretaria de Turismo de Foz do Iguaçu, entre os resultados diretos da parceria está o número de voos que triplicou e a expectativa de atingir 1,4 milhão de turistas apenas no Parque Nacional do Iguaçu. Nestes últimos 24 meses, a cidade tem recebido cerca de 1 milhão de turistas por ano.

A estratégia integrada de marketing e gestão do turismo possibilitou a realização de 234 ações de mercado para promoção do destino, entre feiras, eventos e workshops nos últimos dois anos. A marca "Foz do Iguaçu Destino do Mundo" esteve presente em 28 países e ficou conhecida pela visita de 648 agentes de viagens.


Entre as principais oportunidades da gestão integrada com a iniciativa privada estão as cidades Patrimônio da Humanidade e diversas outras cidades históricas do país. Com a valorização em curso do turismo cultural no Brasil, incentivada pela tendência do reconhecimento dos conjuntos urbanísticos e arquitetônicos, abriu-se um novo caminho para a participação da iniciativa privada na gestão desses destinos.

Site de Referencia: http://www.sebrae.com.br/setor/turismo/o-setor/gestao/185-67-beneficios-da-iniciativa-privada-na-gestao/integra_bia/ident_unico/18567

Nenhum comentário:

Postar um comentário