EMPRESAS JUNIORES

As empresas juniores são organizações criadas por alunos de graduação ou técnica de uma instituição e deve ser sempre ligada a um ou mais cursos. A gestão e o planejamento de uma EJ, sigla para Empresa Júnior, é feita pelos próprios alunos e ela não constitui em si uma pessoa jurídica específica. No Brasil as empresas juniores de forma associada tem buscado um entendimento de que a EJ estaria mais próxima de ser uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público.

O objetivo primeiro das empresas juniores é promover a melhor experiência de mercado aos alunos graduandos na instituição à qual ela é vinculada. Por esse objetivo entende-se fomentar o crescimento pessoal e profissional do aluno membro, por meio do oferecimento de serviços de qualidade e a baixo custo ao mercado. Dessa forma, além de atingir seu próprio objetivo, as EJs contribuem para o desenvolvimento do empreendedorismo em sua região. Em alta escala, o Movimento das Empresas Juniores (MEJ) contribui com uma importante parcela no desenvolvimento empresarial e econômico do país.

As EJ se enquadram no terceiro setor da economia, pois estão enquadrados no setor privado (portanto não são do Primeiro Setor) e não têm por fim último o lucro (excluindo-se do Segundo Setor). Dessa forma, acabam por ter reduzidos custos operacionais e de tributação, podendo oferecer serviços de qualidade a um custo baixo. As EJ atendem principalmente o mercado das micro e pequenas empresas, que costumeiramente não tem acesso a consultoria sênior quando enfrentam grandes dificuldades de gestão.

A fim de garantir um excelente aprendizado, todo o trabalho executado pode ter o acompanhamento e a orientação de um professor da respectiva área do conhecimento, visto que esses trabalhos são prestados como consultoria a todo tipo de empresas, embora o mercado maior seja o das MPE (micro e pequenas empresas).

Com relação aos cursos de Turismo, as empresas juniores são fundamentais para exercitarem os alunos nas diversas atividades que a área proporciona como na gestão e planejamento turístico, correção de inventários, elaboração de plano municipal de turismo, na elaboração e organização de eventos, em projetos de capacitação de receptivos entre os mais diversos trabalhos da área.

Geralmente as grandes universidades brasileiras que possuem o curso de turismo, como a UFPE, UFJF e UFMG, possuem empresas juniores que fazem um belíssimo trabalho de colocar em prática toda ou boa parte da teoria que é posta em sala de aula.

Foto: Sala da "Território", empresa júnior do curso de Turismo da UFMG. Fonte: territorioejufmg.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário